16 de fevereiro de 2018

Governo de Goiás inaugura rodovia que diminui em 120 km a distância entre Goiânia e BH



O governador Marconi Perillo inaugurou na manhã desta sexta-feira, 16, trecho de 6,5 quilômetros da GO-210, rodovia Elcio José Rodovalho, que liga o município de Davinópolis, região Sul de Goiás, à divisa com Minas Gerais. “Essa estrada vai transformar Davinópolis em um corredor de progresso. A cidade deixará de ser um cotovelo para se transformar em ponto estratégico na ligação entre Goiás e Minas Gerais”, comentou o governador durante a solenidade de inauguração.

Para concluir a pavimentação da GO-210, que liga a BR-050 até a divisa com Minas Gerais passando por Davinópolis, faltavam apenas os 6,5 quilômetros inaugurados nesta sexta-feira, dia 16. Além da pavimentação, o Governo do Estado realizou a obra de encabeçamento da ponte de 40 metros de extensão sobre o Rio Paranaíba.

Prometida para o início deste ano, a pavimentação do trecho, que custou R$ 4,3 milhões, dá por cumprida a parte de Goiás na realização do conjunto de obras para consolidar a ligação de Goiás e Minas Gerais pela BR-352 na divisa dos municípios de Davinópolis (GO) e Abadia dos Dourados (MG). Para que o tráfego de veículos seja liberado, falta o encabeçamento da ponte do lado de Minas Gerais, obra que está a cargo do Dnit (Ministério dos Transportes).

Com licitação aberta em 26 de julho de 2017, o Dnit já definiu a empreiteira que ficará responsável pela execução da obra de encabeçamento da ponte. Os trabalhos, de acordo com previsão do órgão, deverão ser iniciados após o período chuvoso. Enquanto isso, a travessia entre os dois estados continua a ser feita através de balsa.

Além de diminuir as distâncias entre as cidades mineiras e goianas na região, a rodovia representará importante apoio aos agropecuaristas que necessitam de rodovias conservadas para o escoamento da produção. A isso soma-se a diminuição da distância entre Goiânia e Belo Horizonte em cerca de 120 quilômetros através da nova rota.


Por faltar o encabeçamento da ponte no lado de Minas Gerais, o que impede o trafego de veículos entre os dois estados, o governador declarou que ainda não está satisfeito. “Enquanto essa ligação não estiver completa, não ficarei sossegado”, declarou ao exortar os parlamentares goianos e prefeitos da região que procurem o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, para que ele possa verificar a viabilidade jurídica de o governo federal transferir para o Governo de Goiás a delegação para que a obra seja realizada.

“Eu não quero ficar esperando o governo federal e nem o de Minas para que esta obra fique pronta. Estou disposto a assumir essa responsabilidade e fazer a obra em tempo recorde. Se isso for possível, se for uma medida legal, eu assumo essa obra e faço essa ligação”, garantiu o governador.

Marconi disse que, mesmo deixando o governo em 7 de abril, não deixará de trabalhar pelos interesses de Goiás. “Eu sou imperativo, gosto de trabalhar e por isso não vou ficar parado. Contem comigo para continuar a defender os interesses de Goiás”, disse, ao informar que está mudando sua programação de inauguração de obras até o último dia de seu mandato.

“Antes eu dizia que iria inaugurar obras todos os dias, só parando para descansar no domingo. Agora vou de domingo a domingo, sem parar. São muitas obras até 31 de junho e muitas outras até o final do ano”, informou. Lembrou que de 15 de janeiro a 6 de abril terá visitado mais de 140 cidades. “Com as revisitas, serão mais de 180 inaugurações, sem falar de outras obras pela frente”, concluiu.

Fonte: Goiás Agora / Fotos: Wagnas Cabral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Institucional

Receba em seu e-mail