24 de abril de 2017

Estudantes cristianopolinas relatam momentos de tensão durante mega-assalto no Paraguai


Foto: Christian Rizzi / FotoArena
Os moradores da cidade paraguaia de Ciudad del Este, que faz fronteira com o Brasil, tiveram momentos de tensão e horror na madrugada desta segunda-feira, 24. Segundo informações do Portal G1, ladrões fortemente armados invadiram a sede da transportadora de valores Prosegur e fugiram com dinheiro.

Inicialmente, a Polícia Nacional do Paraguai informou que o grupo havia fugido com US$ 40 milhões (o equivalente a mais de R$ 120 milhões). O chefe de investigações de delitos da Polícia Nacional em Alto Paraná, Arsênio Correa, disse, porém, que os valores ainda estão sendo contabilizados. Se confirmados os valores, este poderá ser o maior assalto da história do país.

Ouça áudio com o relato das estudantes:


Estudantes universitários de Cristianópolis que moram em Ciudad del Este relataram pelas redes sociais o medo que tomou conta da cidade durante a madrugada. É comum a cidade receber moradores temporários que estudam nas universidades da região. "Muito tiro para todo lado, bombas e mais bombas", relatou a estudante Ana Caroline, por volta das 3h da manhã.

Segundo ela, o crime aconteceu na esquina da sua residência. "Foi uma cena de guerra, granada nos carros, tiros pra todo lado, foram mais de 30 assaltantes e as policias aqui não tem vestimentas apropriadas e nem armas apropriadas. Eles estão ate com visão noturna e arma a laser, começaram a entrar nas casas pra fazer reféns, ficamos loucos aqui. Foram mais de 3 horas",  disse a estudante.

A universitária Katheryne Ribeiro também presenciou a cena de guerra. "Foi uma madrugada de terror. Graças a Deus estamos todos bem", tranquilizou os familiares.

Foto: RM Notícias / Facebook

Foto: Darlon Dutra / Facebook


Sobre o crime

Informações do Jornal Zero Hora*

Ministério Público do Paraguai informou, na manhã desta segunda-feira, que a quadrilha responsável pela explosão da sede da transportadora de valores Prosegur em Ciudad del Este, durante a madrugada, é brasileira. Pelo menos quatro dos cinco carros apreendidos após o crime têm placas do Brasil.

Houve intenso tiroteio, um policial morreu e quatro pessoas ficaram feridas. Os bandidos usaram até um helicóptero e fecharam três acessos ao local com caminhões e outros veículos, deixando apenas um deles livre para rota de fuga.

De acordo com o jornal paraguaio Última Hora, a quadrilha parou veículos que passavam pelo local e e os incendiou. Vários miguelitos foram espalhados pelas vias. Explosivos e munição de fuzil foram localizados pela polícia.

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil do RS vai averiguar com autoridades brasileiras se tem algum criminoso do Estado envolvido no ataque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Publicidade

Institucional

Receba em seu e-mail