29 de agosto de 2016

Em reunião, candidata a prefeita de Cristianópolis Waléria e vice Pedro ouvem produtores rurais


Candidato a vice-prefeito, Pedro Fagundes e candidata a prefeita, Waléria e membros da APRC, Profª Aldete e Prof. José Antônio. (Foto: Divulgação/Internet)

A candidata a prefeita de Cristianópolis Waléria Ulhoa (PMDB) e o candidato a vice, Pedro Fagundes (DEM), se reuniram com produtores rurais e associados da Associação Municipal de Agricultores de Cristianópolis (APRC) no último dia 24 de agosto. Os candidatos ouviram as necessidades dos produtores rurais e proporam algumas possíveis soluções, caso sejam eleitos.

Segundo a candidata, a maior renda em Cristianópolis é a agricultura e pecuária. "O trabalho desenvolvido por ela em Cristianópolis não tem tido o apoio e suporte necessário. Uma de minhas propostas é fortalecer esta área tão importante e dar todo o suporte necessário à associação", ressaltou.

Segundo a professora Aldete Conceição Melo Sena, membra da Diretoria Executiva da APRC, o associativismo pode fazer a diferença na cidade. “Muitas pessoas me perguntam se a associação ainda existe, Nós dizemos que sim, e sempre seremos incentivadores entusiasmados do associativismo. Precisamos acreditar que o associativismo pode fazer a diferença em nossa cidade. Infelizmente não é de uma hora para outra que tudo se realiza. É preciso entusiasmo, determinação, perseverança e fé".

A Associação de Produtores Rurais de Cristianópolis, com sede na Avenida Presidente Roosevelt, s/nº, Conjunto José Bento da Cunha Neto, foi fundada em 2005, e atualmente conta com 83 associados. A finalidade da associação é defender, coordenar as ações de ajuda mútua e proteger os interesses dos Produtores Rurais de Cristianópolis, fundamentada em base de economia solidária e sustentável.

"Quando começamos não tínhamos nada a oferecer. Tínhamos idéias, propostas, projetos, etc. Hoje temos, e com o espírito de credulidade, de comprometimento e de fé dos atuais associados e da Diretoria Executiva da APRC poderemos fazer mais amanhã", destaca Professora Aldete.

Dentre os muitos objetivos da Associação, está a promoção do desenvolvimento tecnológico, a educação associativista e o aprimoramento técnico-profissional dos sócios. "O associativismo rural se baseia no princípio de que juntos, unindo forças, é possível produzir de forma mais econômica e com informação técnica, visando melhorar a condição de vida de todos nós no campo; pois a cada dia os insumos, os medicamentos e os serviços estão mais caros. E a sazonalidade de preços de nossos produtos agropecuários acaba nos deixando em dificuldades financeiras", explica.

Segundo Aldete, juntos os produtores podem buscar informação técnica e profissionalização, barateando o custo de produção, e aumentando o lucro. "Hoje no Brasil, o setor de cooperativas e associações é o que mais cresce e com grandes resultados para todos. A APRC existe sim! E continuará existindo, na luta, buscando e incentivando o desenvolvimento do setor agropecuário de nossa cidade, e de nossa comunidade cristianopolina; até tornar-se uma entidade sólida, dinâmica e estruturada. É um desafio", conclui.

A reunião contou ainda com a presença do presidente da Associação dos Produtores Rurais de Cristianópolis, Professor José Antônio e candidatos a vereadores pela coligação 'Cristianópolis Melhor Para Todos',

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Institucional

Receba em seu e-mail