16 de maio de 2016

Pré-candidata do PMDB, Waléria Ulhoa, defende mais ousadia na gestão da cidade



Cotada para ser a candidata do PMDB à prefeitura de Cristianópolis, Waléria Ulhoa dá uma entrevista corajosa nesta edição da Folha de Cristianópolis e mostra que tem força pessoal e ideias próprias.

Sem fazer críticas pessoais a nenhum possível adversário, Waléria ressalta que as brigas políticas só prejudicam as pessoas, mas afirma que os administradores públicos precisam deixar a acomodação de lado e serem mais ousados se quiserem fazer suas cidades crescerem.

“Muitas vezes a gente vê um prefeito que é boa pessoa, mas às vezes falta vontade, disposição, ousadia. A cidade é como a nossa casa e um prefeito precisa cuidar dela como se cuida das coisas que mais ama. Essa é a única maneira de uma gestão ser realmente eficiente”, afirma.

Na entrevista que segue, Waléria, que é esposa do ex-candidato Murilo Ulhoa, detalha algumas de suas propostas caso seja efetivada candidata do PMDB à prefeitura.

FOLHA DE CRISTIANÓPOLIS – Sua pré-candidatura foi vista como uma grande novidade na cidade. É pra valer? A senhora será mesmo candidata a prefeita?

WALÉRIA – Esse projeto não nasceu agora. Vivi a campanha do Murilo, meu esposo, há quatro anos, como se fosse minha. E desde então tenho construído e estudado muitos projetos que poderia ter implantado na cidade junto com ele. Desde o ano passado, com a proximidade das eleições, tenho sido incentivada pelo partido, por pessoas da sociedade, por muitas mulheres que vêem na nossa participação na política um avanço na democracia e na administração pública. E, respondendo a sua pergunta, penso seriamente nessa possibilidade. Vontade, força pra trabalhar e bons projetos não me faltam.

Waléria, o que mais motiva a sua candidatura?

A angústia que sinto ao ver o tempo passar e Cristianópolis perder oportunidade em cima de oportunidade. Está mais que na hora de Cristianópolis avançar, potencializar as suas vocações econômicas, buscar novas alternativas e se tornar uma cidade com mais e melhores oportunidades para seus moradores. Para isso, é preciso ter ousadia, buscar parcerias, construir projetos novos.

A senhora diria que a atual administração não está fazendo isso?

Não estou aqui criticando ninguém em particular. Aliás, gostaria de dizer que sou contra as brigas políticas. Elas não levam a lugar algum e só prejudicam as pessoas. O que disse é que nossa cidade tem perdido grandes oportunidades de avançar. Muitas vezes, e não estou falando só de Cristianópolis, a gente vê um pre-feito que é boa pessoa, mas às vezes falta vontade, disposição, ousadia. Uma cidade é como a nossa casa e um prefeito precisa cuidar dela como se cuida das coisas que mais ama. Essa é a única maneira de uma gestão ser realmente eficiente.

O que poderia diferenciar a sua candidatura das demais?

Primeiro, a vontade de trabalhar. Se chegar a ser prefeita, não serei uma prefeita de meio expediente. Irei dedicar minha vida, em tempo integral, à cidade. Farei uma administração de convergências, sem brigas políticas, e implantando os melhores projetos. Tenho me preparado para isso desde a campanha anterior. As pessoas verão que irei apresentar as melhores e mais inovadoras propostas. Propostas viáveis, frutos de muito estudo e de exemplos que deram certo em outras cidades parecidas com a nossa. Ao final de quatro anos, quero ser lembrada como a prefeita que mais fez por Cristianópolis em menos tempo.

E sobre seus projetos de governo? O que pensa como prioridade?

As prioridades são muitas. Um prefeito precisa olhar a cidade como um todo. Mas é claro que temos áreas mais críticas. Em Cristianópolis a questão da saúde é grave. Mas precisamos avançar no comércio e na indústria, trabalhar pelo esporte e lazer, atuar na segurança pública. Esse é um exemplo bom. A maioria dos prefeitos tem mania de lavar as mãos na questão da segurança dizendo que isso é problema do estado e do governo federal. Isso é uma meia verdade. Tem muitas coisas que podemos fazer. Podemos, por exemplo, colocar a patrulha rural em constante funcionamento, colocar o banco de horas para os polícias, monitorar com câmeras os pontos estratégicos da cidade com ligação direta na delegacia, valorizar os policiais que atuam aqui. Se a prefeitura ajudar, podemos sim dar maior segurança para cidade.

A senhora classificou a saúde em Cristianópolis como “grave”. Em reportagens distintas, identificamos que esta área é realmente uma carência da população de Cristianópolis. O que a senhora prevê para uma saúde de qualidade?

Primeiro é preciso melhorar o atendimento. É preciso ter médicos, ter medicamentos, condições de fazer exame. Isso será prioridade total, custe o que custar. Como mulher e mãe de família sei o sofrimento que a falta de atendimento em saúde causa e não permitiremos isso em Cristianópolis. É preciso valorizar muito os funcionários, os agentes de saúde, enfermeiros, médicos. O trabalhador tem que se sentir feliz em ir trabalhar, tem que se sentir respeitado e tem que ter o instrumento de trabalho necessário para atender a população. Jamais pode faltar medicamentos. Alguns instrumentos e equipamentos de emergências como raio-X são de extrema importância. Vamos também criar a saúde itinerante para atender a população na zona rural e alguns bairros mais carentes dando atenção especial aos idosos e crianças, inclusive com a realização de exames laboratoriais gratuitos para a população carente. Isso já funciona em muitas cidades e vai funcionar aqui.

A senhora também falou de comércio e indústria...

Claro, é preciso gerar emprego e oportunidades aqui, senão vai todo mundo embora. Vamos identificar novas vocações do município e potencializar o que existe. Assim, poderemos dar o incentivo e apoio para desenvolvermos um projeto junto com a população e gerar empregos. Outro caminho simples é buscar parcerias com entidades como o Sebrae, Pronatec e oferecer cursos profissionalizantes e de aperfeiçoamento. Criar mecanismos para ajudar e incentivar as barracas na beira da rodovia. Outra coisa é investir em alternativas de esporte e lazer. Isso é muito importante numa comunidade. Incentivar a prática de esportes trazendo campeonatos e outras ações. Acredito que através do esporte crianças e jovens se distanciam muito das drogas e da violência e ainda podem fazer do esporte sua profissão. É preciso incluir esportes para a terceira idade, o que ajuda muito no combate a várias doenças. Trazer competições como de jetskis, motocross, Jeep Cross, promover festas comemorativas para a comunidade, sempre com muita segurança e planejamento para que movimentemos a economia e as famílias possam desfrutar com tranqüilidade.

Mas Cristianópolis também é uma cidade de agricultura e pecuária. Podemos dizer, inclusive, que estas são as principais fontes de renda da população da cidade...

Sim. Por isso defendo apoio e incentivo total à associação, fazendo parcerias com Embrapa, Emater e outras para ajudar o pequeno produtor. Vamos apoiar a volta de leilões, colocando o município na grade de cidades com comércio de produtos, animais e implementos agrícolas. Vou buscar incessantemente junto com o Murilo, que tem um vasto conhecimento em Brasília, recursos para o município. Um deles inclusive já est a v a destinado a Cristianópolis como o do esgoto, que infelizmente se perdeu. O Murilo será muito importante numa eventual administração minha. Com a ajuda dele e de vários amigos políticos posso e irei trazer bons recursos para Cristianópolis.

Como grande parte da população é servidor público municipal. A valorização destes profissionais está num eventual plano de governo seu?

Valorizar o funcionário público é prioridade. Isso é de muita importância para realização de um bom trabalho na prefeitura. Outra coisa, os secretários na minha gestão irão trabalhar e apresentar bons resultados naquilo que lhe foi incumbido, pois seremos parceiros e a cobrança da minha parte será grande. Acredito que a união faz a força e que se todos querem uma cidade melhor pra viver então que seja feito da maneira correta com a união de todos, muito trabalho e seriedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Institucional

Receba em seu e-mail