2 de novembro de 2015

Moradores pedem ajuda para salvar Lagoa da Saudade em Santa Cruz de Goiás



Às margens do KM 121 da GO-020 e a pouco mais de 500 metros do perímetro urbano de Santa Cruz de Goiás fica a Lagoa da Saudade. O local já foi um importante ponto de encontro de gerações passadas, palco de muitas histórias e lendas, mas está, desde 2010, ameaçado por uma poluição que tomou conta de suas águas e, silenciosamente, vem destruindo o patrimônio do povo santacruzano.

Estudos feitos na água comprovaram, segundo a Associação dos Amigos de Santa Cruz (Adasanc), a existência de bactérias extremamente prejudiciais à saúde humana. O motivo, segundo a organização, é porque as águas da lagoa passam perto demais dos poços artesianos que abastecem a cidade e podem poluir a água que chega às torneiras das residências.

Pensando nisso, a Adasanc iniciou uma campanha para coletar assinaturas destinadas ao Ministério Público (MP-GO) para que soluções sejam tomadas e a Lagoa da Saudade seja despoluída. “Tempos atrás a Prefeitura Municipal de Santa Cruz chegou a pagar funcionários para tirar as algas que cobrem a água, o trabalho exilado e sem continuidade não solucionou o problema. Dias depois a lagoa estava novamente tomada pelas algas e mais parecia um campo de futebol”, disse o presidente da Associação, Lucas Pinheiro.

De acordo com a entidade, a poluição de um recurso hídrico tão importante quanto este precisa ser tratada com mais seriedade. “Bem mais que um problema ambiental, a poluição da Lagoa da Saudade é também uma questão de saúde pública. Acesse o link www.facebook.com/lagoadasaudade, conheça mais sobre a Lagoa e assine a nossa petição pública. Sua assinatura pode nos ajudar a salvar este lugar, que é a casa de milhares de espécies”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Publicidade

Institucional

Receba em seu e-mail