30 de abril de 2015

Dengue avança no Estado e casos passam de 83 mil


Em Cristianópolis, agentes de saúde fazem trabalho educativo nas escolas
Dados do Boletim da Dengue divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), no dia 24 de abril revelam que o número de casos de dengue em todo o Estado já são 83.966. O boletim retrata a situação epidemiológica da doença do início do ano até o dia 18 de abril, período que corresponde a 15 semanas.

Até o fechamento desta edição haviam sido confirmados 12 óbitos provocados pela dengue; 36 mortes são suspeitas e estão em investigação. Elas aconteceram em Alto Paraíso (01), Aparecida de Goiânia (05), Caldas Novas (01), Goiânia (13), Goianira (02), Goiatuba (01), Iporá (01), Jataí (01), Mineiros (03), Morrinhos (01), Nazário (01), Nerópolis (01), Novo Gama (01), Porangatu (01), Professor Jamil (01), Rialma (01) e São Luís de Montes Belos (01).

Em relação às cidades com o maior número de casos notificados, Goiânia segue em primeiro lugar, com 36.770 casos. Em segundo lugar está Aparecida de Goiânia com 7.186 registros. Em Cristianópolis, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, foram confirmados mais de 70 casos.

A universitária Iara Cristina Ribeiro dos Santos, moradora do Conjunto Morada Sul, foi uma das vítimas do mosquito na cidade. O setor onde ela mora contabilizou mais de 15 casos da doença. Ela conta que ficou de cama por mais de uma semana e, por sorte, teve a dengue tipo 1 (clássica), que é a mais leve. “Só quem teve dengue sabe o quanto é uma doença ruim e perigosa”, lembra.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente com a dengue em mais de 100 países de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em consequência da dengue.

A dengue clássica é a forma mais leve da doença, sendo muitas vezes confundida com a gripe. Tem início súbito e os sintomas podem durar de cinco a sete dias, apresentando sintomas como febre alta (39° a 40°C), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjôos, vômitos, entre outros. A dengue hemorrágica acontece quando a pessoa infectada com dengue sofre alterações na coagulação sanguínea. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Institucional

Receba em seu e-mail