4 de fevereiro de 2015

Um novo horizonte para crianças e adolescentes


Com o lema “um chamado que move vidas”, ONG já mudou a história de centenas de jovens que passaram pelo local desde sua fundação, em julho de 1999.


Móveis rústicos, construções coloniais, vastos gramados... A sensação é de estar num pedacinho dos Estados Unidos no coração do Brasil. O ar puro do campo e o barulho da natureza ajudam a deixar o espaço ideal para o seu objetivo: tranquilidade e concentração para crianças e adolescentes que não conhecem ou não vivenciaram o lado bom da vida.

Quem nos recebe é um dos estudantes [nome definido pela equipe que não considera o local como orfanato ou casa de recuperação]. Ele parou o jogo de videogame numa tarde nublada de sábado, com a maior educação do mundo, para nos explicar como chegar até o Coordenador Administrativo do local, Edinaldo Ferreira de Sousa, que nos aguardava para a entrevista.

Numa das casas onde as crianças e adolescentes costumam assistir documentários, ler livros e descansar em momentos de stress, Edinaldo nos explica qual o objetivo primordial do Rancho Novo Horizonte – Lar para Crianças e Adolescentes, ainda pouco conhecido pela população de Cristianópolis. “Nosso objetivo é dar oportunidade para crianças e adolescentes que não possuem convívio em ambiente familiar e por isso têm dificuldades com os estudos o que prejudica o seu desenvolvimento”, ressalta.

Edinaldo destaca que o rancho não é um orfanato, tampouco casa de recuperação, já que este não é o perfil dos estudantes admitidos ali. “O que fazemos é um trabalho preventivo, bem raro no Brasil, onde o jovem sai de um ambiente que não está sendo favorável a ele evitando a sua entrada no mundo das drogas”. Atualmente, o local atende um total de 13 crianças com idade de 12 a 18 anos.

Segundo o coordenador administrativo do Rancho Novo Horizonte, alguns critérios são observados e cumpridos o que não permite a entrada de qualquer criança ou adolescente no local o que pode distorcer a finalidade do trabalho. “Para ser admitido no rancho, o jovem precisa ser encaminhado por algum órgão como Conselho Tutelar, Ministério Público... Após isso, o adolescente vem até o local para uma entrevista onde ele conhece o espaço e a partir dali começamos também a monitorá-lo. Fugir não é uma necessidade já que se eles não quiserem, não ficam aqui”, relata.

Estudar para crescer

O próximo passo é preencher uma ficha de admissão com informações de identificação e exames médicos. “Daí fazemos uma reunião com a equipe e avaliamos se a criança vem ou não. A missão do jovem é ter o desejo de mudar de vida e por isso a principal regra é: estudar”. Todos os reeducandos estão matriculados nas escolas de Cristianópolis o que facilita o acompanhamento do currículo pela equipe do Rancho Novo Horizonte.

Nas horas vagas, os estudantes precisam cumprir atividades extracurriculares, chamadas pela coordenação de ‘responsabilidades’. “Quando eles não estão no colégio, precisam fazer atividades de trabalho como limpeza, horta, marcenaria, jardinagem; tudo conforme a habilidade de cada um. Alguns também têm aula de inglês e reforço escolar. Tudo é recompensado pelo sistema promocional de mérito que divide os jovens em grupos conforme o tempo e o comportamento”, explica Edinaldo Ferreira.

A vida no rancho não é só de tarefas. Aos finais de semana e quando os estudantes não precisam cumprir nenhuma responsabilidade, são liberados para a prática de esportes que, devido ao ambiente propício do campo, são muitos. Do futebol ao vôlei, do beisebol à natação, cada um se especializa no que gosta. O rancho, inclusive, já revelou talentos da música, como Wallyson Macena que foi atendido pela ONG e recentemente publicou seu primeiro videoclipe profissional na web.

A história do Rancho Novo Horizonte

Fundado pelo norte-americano Steve Solomon, o Rancho Novo Horizonte, como é hoje, foi oficializado em julho de 1999. O trabalho social, no entanto, começou bem antes no Estado de São Paulo (por volta de 1990) e continuou em Anápolis (1994). Intitulado Renascença Internacional, mesmo nome do projeto que começou nos Estados Unidos, o sonho de Steve no município de Cristianópolis foi realizado por meio de doações de igrejas e de pessoas comprometidas com a mesma visão que a dele.

O Rancho Novo Horizonte funciona em um terreno de 13 alqueires, na zona rural de Cristianópolis, na divisa com o município de Bela Vista de Goiás. O local é separado por ambientes conforme as atividades desenvolvidas pelos estudantes. No Rancho funcionam quatro residências com capacidade para pelo menos 35 jovens, casa da administração, capela, pátio coberto, refeitório, abrigo, sala de aula, mini zoo, granja e espaços abertos como campo de areia e parque infantil. Os locais estão ambientados em vilas chamadas: Vila das Crianças, Vila das Águias e Vila dos Índios.

Como ajudar?

O Rancho Novo Horizonte aceita doações como donativos, alimentos, roupas e contribuições financeiras que é compartilhado com instituições sem fins lucrativos parceiras do local. A ONG disponibiliza o telefone (62) 9298-4145, email novo_horizonte@yahoo.com ou fanpage https://www.facebook.com/RanchoNovoHorizonteLarDasCriancasEAdolescentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Institucional

Receba em seu e-mail