15 de abril de 2014

Igreja Cristã Evangélica de Cristianópolis comemora 110 anos de existência


A história da igreja que viu o município nascer e hoje sobrevive ao caos da globalização, à revolução digital e aos conflitos da política local

Foto: Arquivo (Nádia Magalhães)

15 de abril de 1904. Este é o início de uma história privilegiada, na qual poucas cidades deste país viveram. Há 110 anos estreava na Vila Gameleira a Igreja Cristã Evangélica, que, no futuro, se tornaria um dos principais cartões-postais de Cristianópolis. Com uma bela arquitetura, pode-se considerar que a igreja não se trata de um mero templo religioso. Se a atual população do município pudesse resumir essa tradicional instituição cristã em uma só palavra, essa seria: Pilar.

História

Pilar pelo fato de a igreja surgir paralelamente à fundação do município. Em 1904, missionários estrangeiros chegaram à Vila Gameleira, que mais tarde se tornaria a cidade de Cristianópolis. José Pereira Faustino, fazendeiro da região nesta época, recebeu as mensagens pregadas pelos missionários, converteu-se ao cristianismo, e doou quatro alqueires de terra para construção da vila. O pequeno povoado passou então a ser considerado como refúgio dos perseguidos por causa do evangelho.

Há quem diga que perseguição é ruim, mas para o pastor presidente da Igreja Cristã Evangélica de Cristianópolis, Rosemar Pereira Faustino, isso é motivo de orgulho. Sem pestanejar, Rosemar garante que a Igreja, que possui 300 membros, vive bons momentos atualmente.

"Essa é uma comunidade que inclui as pessoas, onde há uma harmonia entre todos. Aqui não existe separação. O trabalho é de cuidar das pessoas, independente do credo. Para isso, nós trabalhamos com o ministério de casais, de crianças, de jovens e o de mulheres. São abordados temas bíblicos de importância para a formação do caráter espiritual e natural. Em todos eles, o objetivo é exercer uma função positiva na sociedade", revela.

Apesar da boa condição espiritual, uma nostalgia de repente toma conta do pastor geral da Igreja Cristã de Cristianópolis. "No passado, existiam convenções e retiros nacionais, que hoje não têm mais. Mesmo assim, continuamos caminhando, sempre orientados pela palavra de Deus", relata.

Para quem pensa que a Igreja Cristã Evangélica possui pouca força, se engana. A congregação possui locais para reuniões nos municípios próximos à Cristianópolis, como Bela Vista, São Miguel do Passa Quatro e a Fazenda Arapuca. O trabalho, além de espiritual, também é social, como informa o pastor Rosemar Pereira. "O nosso trabalho é de ajudar as pessoas, tanto com orações como com ajudas sociais. Por causa disso as pessoas daqui criam um carinho pela Igreja".

Política

Mas o tom muda quando o assunto é política. Sim, a Igreja Cristã Evangélica tem nadado contra a correnteza. Enquanto o que mais se vê são igrejas lançando candidatos a vereador, deputados, e até prefeitos, a Igreja de Cristianópolis se considera apartidária. O pastor Rosemar Pereira reconhece a importância da política no município, mas é firme ao dizer que a Igreja agrega os políticos locais, mas não participa desse meio.

Sabe-se que um dos maiores líderes políticos do estado de Goiás nasceu em Cristianópolis e foi ele próprio que ajudou a igreja. "Iris Rezende foi um homem que nasceu em Cristianópolis, e ajudou a construir o prédio da igreja. Temos Iris como nosso irmão em Cristo", destaca o pastor geral.

Mocidade

Por falar em construção, a Igreja Cristã Evangélica de Cristianópolis passou por várias reformas ao longo de mais de um século. Foram feitas adaptações desde a iluminação, passando pelos assentos, forro até o terraço da torre, ponto mais alto da cidade. Quem pontua essa fase da igreja é o líder dos jovens na congregação, Pastor Zeimar Pereira Faustino.

“Mais reformas, para receber melhor os fiéis”. Essa sempre foi a ideia durante todos esses anos. E os jovens, futuro da Igreja, não ficam de fora. O líder Zeimar explica que Cristianópolis é uma cidade "êxodo".

"Muitos jovens saem daqui para estudar em cidades maiores, mas desde que me entendo por gente, existe reunião de jovens na Igreja. Hoje ela acontece aos sábados. Também fazemos retiros anuais, porque esse tipo de atividade é fundamental ao jovem. Deus colocou no ser humano o livre arbítrio, mas nós estamos aqui como opção para levar a palavra para as cadeias, para os hospitais, dando enfoque no cuidado ao jovem. O mundo está aí para ceifar a vida deles, mas nós escolhemos cuidar desses jovens", relata o pastor, que apascenta cerca de 50 moças e rapazes na Igreja.

Louvor e Adoração

Uma das formas de manter os jovens no caminho de Deus é o ministério de música. A Igreja Cristã Evangélica de Cristianópolis possui três: Geração Davi, Shekinah e Plantando a Semente. O último grupo chegou a gravar dois CDs.

"A música é importante porque o jovem gosta do ritmo. É um ingrediente a mais para atraí-lo. A Igreja que não tem música é difícil, por isso temos investido no louvor. Se você quer um bom time de futebol, então precisa investir nas categorias de base. Nós investimos pesado nos jovens, pois eles são o futuro dessa cidade", declara Zeimar.

Esta é uma história que carrega o sangue de cada morador de Cristianópolis. Valorizá-la é questão de honra. Revivê-la é questão de prazer. Diante de tantos detalhes, fatos vividos e personalidades que pelo município passaram, é válido felicitar e cumprimentar a supercentenária, não só por sua lucidez e coragem, mas pela força para sobreviver por mais 110 anos.

Leia mais:

- Lembranças de quem cresceu com a Igreja Cristã
Carta do Editor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Publicidade

Institucional

Receba em seu e-mail