10 de março de 2014

Prefeitos se reúnem para discutir situação de lixões


Foto: Prefeitura de Bela Vista de Goiás
Prefeitos de sete municípios da região da Estrada de Ferro, o Diretor Superintendente do Consórcio Brasil Central, José Ricardo Castilho e representantes de outras cidades se reuniram no último dia 19 de fevereiro com o prefeito de Bela Vista de Goiás, Eurípedes do Carmo (PSC), para tratar da implantação do Aterro Sanitário Regional e das Áreas de Transbordo, Triagem e Ações Ambientais. O Secretário Municipal de Planejamento de Cristianópolis, Josias Chaves Amorim, representou o município na reunião.

O Encontro foi realizado para analisar as exigências recomendadas para atender os oito municípios que fazem parte do Consórcio Brasil Central-GO (Região Sul). Segundo a Prefeitura Municipal de Bela Vista de Goiás, eles terão que apresentar um projeto de implantação do Aterro Sanitário e Áreas de Transbordo e Triagem até agosto deste ano. Os municípios devem viabilizar recursos, encontrar uma área com cerca de dez alqueires e cumprir os prazos para a execução das obras, conforme regula o Ministério Público. No entanto, eles alegam “curto espaço de tempo” para resolver o impasse.

“Devemos lembrar que os municípios através das Ações Consorciadas não estão de braços cruzados, ou seja, conforme prazos estipulados pelo Governo Federal e principalmente a Funasa e Ministério Público, eles possuem seus Planos Municipais de Resíduos Integralizados e prontos, levantamento das áreas para o futuro Aterro Sanitário e Áreas de Transbordo e Triagem e as solicitações de Recursos Financeiros para os devidos investimentos”, ressaltou o prefeito Eurípedes do Carmo.

Municípios

O Aterro Sanitário Regional irá atender cerca de 82 mil habitantes de oito municípios. São eles: Bela Vista de Goiás, São Miguel do Passa Quatro, Cristianópolis, Caldazinha, Bonfinópolis, Silvânia, Vianópolis e Leopoldo de Bulhões. Segundo a prefeitura do município regulador, mais de 1,2 milhão de quilos de lixo doméstico são gerados por ano por estes municípios e a previsão é de que o Aterro Sanitário atenda-os ao longo de 20 anos. O custo aproximado de investimento e implantação é de R$36 milhões. (Com informações da Prefeitura de Bela Vista de Goiás)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Publicidade

Institucional

Receba em seu e-mail