2 de dezembro de 2013

Produtores devem cadastrar lavouras de soja



Produtores rurais de soja devem cadastrar suas lavouras da safra 2013/2014. O alerta é da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa). O cadastro pode ser feito pela Internet ou em um escritório do órgão e deve ser regulado por área plantada, conforme o endereço e tamanho.

O objetivo, segundo a Agrodefesa, é identificar a localização das lavouras, facilitar o monitoramento de ocorrência de pragas e melhorar as ações de controle sanitário. O cadastramento também permite o acompanhamento da evolução da área de plantio da soja, servindo de base para o planejamento de políticas públicas de incentivo ao setor.

Segundo a Instrução Normativa que dispõe sobre a prevenção e o controle da ferrugem asiática da soja, o cadastro é obrigatório e o não cumprimento da medida pode acarretar advertência e multa aos produtores. O cadastramento das propriedades e áreas produtoras de soja deverá ser realizado até no máximo 15 dias após a semeadura.

Este ano, seguindo o Decreto Estadual 7.965/2013, nos atos referentes ao cadastro de culturas anuais, será cobrada, para soja, a taxa de R$50 para cadastramento de áreas até 100 hectares e R$0,50 centavos por hectare adicional a áreas acima de 100 ha. As informações detalhadas sobre o cadastro e emissão do Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais (DARE) estão disponíveis no site da Agrodefesa http://www.agrodefesa.go.gov.br/.

VAZIO SANITÁRIO – Outro benefício do cadastro é facilitar o cumprimento do vazio sanitário da soja, período de julho a setembro em que o cultivo da planta fica proibido. ““O vazio sanitário é necessário para o controle do fungo da ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi), mas o sojicultor tem outros dois inimigos pela frente, a mosca branca (Bemisia tabaci biótipo B) e a lagarta Helicoverpa armigera, que também têm provocado perdas nas lavouras”, alerta o coordenador do Programa Estadual de Prevenção e Controle de Pragas em Soja da Agrodefesa, Mário Sérgio de Oliveira.

Além de Goiás, os estados de Rondônia, Distrito Federal, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, São Paulo e Tocantins também executam o vazio sanitário da soja e realizam o cadastro das lavouras a cada safra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Publicidade

Institucional

Receba em seu e-mail